Anúncios

Inclusiva Acessibilidade

Multiplicando o saber inclusivo!

Projetos públicos e ONGs: o que é melhor para o PCD?

com políticas públicas eficientes chegaremos mais longe.

O que é mais eficaz: ter um projeto social ou fomentar projetos públicos eficientes? Quando o assunto trata da garantia dos direitos das pessoas com deficiência a resposta não é tão fácil como pensamos.

O Brasil possui mais de 150 mil organizações não governamentais, de acordo com pesquisas realizadas em 2010. São muitas as áreas de atuação e, dentre elas, estão os projetos envolvendo as pessoas com deficiência. Infelizmente, o trabalho de algumas ONGs se baseia no assistencialismo ou na filantropia, um reflexo da má gestão pública. Mesmo com tal característica, elas são muito importantes na engrenagem de inclusão de quem possui algum tipo de limitação.

Com projetos públicos eficientes, as ONGs sairiam do assistencialismo e partiriam para o apoio. Função primária do “Terceiro Setor”. Simples assim.

Vou exemplificar para facilitar o entendimento. Existem ONGs que trabalham com cegos dando cursos de Braille, mobilidade e estimulação tátil. Como não existe uma política pública eficiente nessa área, essas ONGs não podem parar de assistir seus alunos com as aulas. Caso o Estado fornecesse aos cegos essas aulas, as ONGs dariam apoio psicológico aos alunos e seus familiares, trabalhando com a integração social dos indivíduos.

Pare para pensar: quando alguém nos pede apoio financeiro, normalmente, doamos para quem demonstra estar passando por dificuldades e não para quem possui uma ideia revolucionária para acabar com a fome mundial, não é verdade? Lembre-se que o tempo vai passar de qualquer forma. Como diz o velho ditado, ensinar a pescar é melhor do que dar o peixe.

A meu ver, precisamos que o Poder Público entenda o seu papel e, com isso, dê oportunidades as ONGs de trabalharem a autonomia, a cidadania e o empreendedorismo das pessoas com deficiência. Com o suporte governamental e projetos sérios e monitorados o cenário muda com toda certeza. Até o próximo texto!

Um forte e fraterno abraço.

João Estevão S. Filho

Advogado, professor e palestrante

Siga-nos nas Redes Sociais:
error
Anúncios
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
error

Gostou de nosso site? Indique pra seu amigos!

Facebook
Facebook
Instagram
%d blogueiros gostam disto: